30 de setembro de 2014

3 personagens fortes das séries

Em: Cultura, Na Tela Tags: , , , , , , ,

Depois de falar de personagens da literatura que eu admiro, parei para pensar que também tenho muitas das séries que eu adoro e que considero muito fortes e inspiradoras. Deu para perceber que eu ando pensando demais sobre isso, não é mesmo?

olivia-pope

Mas então, vamos à elas (sem ordem de preferência, apenas na ordem em que apareciam na minha cabeça!):

series-1EITA mulher poderosa essa, hein? Olivia Pope tem sim os seus momentos mulherzinha e tudo mais, porém, como diz a própria série, essa mulher é uma gladiadora. Não deixa barato para ninguém, faz o que acha que tem que fazer, lidar com os problemas mais cabulosos do mundo (ainda mais em política, uma área muito complicada) e ainda precisa tentar manter as estribeiras por causa do seu relacionamento com o presidente dos Estados Unidos. Não é fácil ser Olivia Pope.

series-2Falem o que quiser, mas a Brennan também é um nome forte no ramo das séries. A personagem tem uma evolução incrível em Bones e soube se colocar no ponto mais racional possível para ajudar o Booth, amor da sua vida (eu acredito, pelo menos), a resolver os mais bizarros casos, alguns deles envolvendo o próprio agente. Não só isso, mas ela sofreu demais até entender o que sentia pelo Booth e que ele poderia, sim, amar alguém como ela, mesmo ela sendo extremamente racional. Muito amor por essa mulher.

series-3Vocês já sabem muito bem porque eu acho a Buffy uma personagem muito forte, ? Acho que não tem porque prolongar o assunto aqui, mas o importante é: ela precisou abrir mão do ‘cara dos sonhos’ mais de uma vez para poder salvar o mundo e as pessoas que ela considera as mais importantes da sua vida.

Basicamente, são essas três que têm chamado bastante a minha atenção nos últimos tempos. Sei que alguns de vocês podem reclamar que não tem nenhuma personagem de Game of Thrones (a série que domina o mundo, aparentemente), mas é que e não vejo e nem tenho planos de vê-la (já vejo séries demais!).

Algum comentário, crítica ou sugestão?

Maki

  • Compartilhe:

Balanço do mês: setembro

Em: Pessoal Tags: , ,

Todo mundo reclama que agosto é aquele mês do ano que dura para sempre, mas para mim, com certeza esse mês foi setembro. EITA mês demorado pra passar, gente. Que agonia! Mas agora acabou e mais um mês vai começar (o mais lindo do mundo – o do meu aniversário!).

resumo-setembro

Mas, antes de continuar com a lenga lenga, vamos aos posts mais bacanudos desses setembro eterno:

1. 5 Dicas para melhorar a sua autoestima

2. Motivos que definem Buffy como a minha série preferida

3. O dia em que eu abri mão do leite

4. Os óculos e eu

5. Por que viajar muda a gente?

Mas, me contem, o que vocês fizeram de bom nos últimos 30 dias? Eu, confesso, não saí muito do esquema trabalho – casa – cinema – clube – televisão (isso se você substituir o clube pelo Starbucks mais próximo e a televisão pelo bom e velho Netflix). Continue fazendo a minha maratona de Buffy e já cheguei na sexta temporada. Tô começando a sofrer por antecipação porque logo mais acaba e eu vou me sentir meio órfã.

resumo-setembro-2

Mas vocês viram que eu mostrei mais minha carinha no Insta, esse mês? Tô tentando sair da toca. Não literalmente claro, porque a maioria dos dias eu sofro com a Olivia, minha cachorra, chorando pra eu voltar pra cama (tem dias que ela dorme comigo). Não aguento essa cara de cãozinho abandonado, gente. É de doer o coração.

Também li muito esse mês, ainda bem. Sinto que tô numa fase bem devoradora de livros. Ah! E fiquei super feliz porque fiz uma mini-reforminha no meu quarto e finalmente coloquei um quadro de fotos. Tava faltando muito!

Enfim, acho que isso! Até a próxima!

 

Maki

  • Compartilhe:
29 de setembro de 2014

Conhecendo Emma Watson

Em: Inspiração Tags: , , , ,

Depois de falar de Lauren Conrad (musa mor da vida!), trago para a tagConhecendo‘ a queridíssima Emma Watson. Sei que já falei bastante sobre ela por aqui, quem acompanha o blog sabe bem, mas não poderia deixar de comentar sobre ela, ainda mais depois da hype da semana passada.

emma-

Quem é Emma Watson?
A não ser que você viva escondida em alguma caverna por aí, Emma Watson é uma conhecida atriz britânica que ganhou fama, principalmente, no papel de Hermione Granger nos filmes da franquia Harry Potter. Além disso, ela já trabalhou em filmes como Sete Dias com Marilyn e As vantagens de ser invisível (maravilhoso demais!). Recentemente, ela foi nomeada embaixadora da boa vontade da divisão ONU Mulheres, mas já havia participado de uma série de projetos sociais, que apoiam principalmente a sustentabilidade, antes disso.

Por que vale a pena prestar atenção nela?
Antes de mais nada, porque a Emma é muito amor nessa vida. A atriz se serviu, sim, dos ônus e bônus da fama para promover boas causas e foi na contramão de tudo o que diziam sobre as jovens celebridades hollywoodianas e se formou em uma das faculdades mais conceituadas do mundo (a Oxford, cujo curso ela iniciou na Universidade Brown, nos Estados Unidos) em literatura inglesa.

Fora isso, mas ela trouxe à vida uma das personagens mais marcantes da minha vida. A Hermione foi a primeira menina (porque foi assim que eu a conheci, com 11 anos no primeiro livro Harry Potter), que não tinha medo de falar o que pensa, nem de se gabar de ser inteligente e que sempre mostrou muita coragem e força. Então, sim, tenho certeza que o personagem mostra um pouco dela e vice versa.

Não só isso, mas como parte da sua recente nomeação como embaixadora da boa vontade da ONU ela levantou uma bandeira importantíssima: a campanha #HeForShe. O discurso que ela fez a respeito (e que vocês podem ver nesse post) é simplesmente maravilhoso e reflete muito não só o que eu acredito, como também uma necessidade da nossa sociedade atual.

Basicamente, a iniciativa atenta para a igualdade de gêneros, mas não é só isso: ela explica que homens E mulheres têm que trabalhar juntos para que isso aconteça. O feminismo não é sinônimo de ódio aos homens, mas sim que ambos sexos devem ter igual peso em todas as áreas que dizem repeito à vida em sociedade como a conhecemos hoje. E isso é algo em que eu acredito muito e concordo com a Emma que todos precisam trabalhar juntos para acabar com essa desigualdade de gênero.

Ela é, realmente, um exemplo nesse aspecto e não é à toa que o vídeo do discurso dela viralizou. Vale demais à pena ver.

E o estilo?
Já dei muitos exemplos aqui do estilo da Emma e já comentei demais como eu adoro a forma como ela se veste. Muito menininha, tudo feminino demais, ainda mais quando ela estava com o cabelo joãozinho, justamente para causar esse contraste entre o corte curtíssimo e o visual mais girlie. Adoro os vestidos que ela usa e a moda mais elegante e moderninha que ela adota. Tudo com muito bom gosto!

emma-2

Maquiagem também não vai muito longe disso, não é? Ela normalmente aposta no combo olho delineado + batom vermelho ou no olho tudo + boca nada. Me identifico demais com esse aspecto porque eu sou muito assim, como vocês já sabem!

Vocês curtem a Emma?

Maki

  • Compartilhe:
26 de setembro de 2014

Como controlar dinheiro em uma viagem?

Em: Viagem Tags: , , ,

Já conversei com muitas pessoas a respeito de viagens, e um denominador comum em todas elas sempre foi o dinheiro. Pode parecer balela, mas é muito comum perdermos completamente o controle enquanto viajamos. Ainda mais para um país com preços muito mais baixos que os nossos, como os Estados Unidos.

Eu já comentei da importância das compras conscientes, mas para quem sente que é o tipo de pessoa que pode facilmente perder a noção do quanto está gastando, talvez seja interessante prestar um pouco mais de atenção com como cuidar do seu suado dinheirinho.

dinheiro-para-viajar

Para mim, uma coisa que funciona MUITO é anotar tudo aquilo que eu gasto. Por exemplo, eu separo um caderninho e divido a página em três colunas: ‘data‘, ‘o que é’ e ‘valor’. Assim, se eu almocei no McDonald’s hoje eu vou anotar desse jeitinho: 26/09/2014  - Almoço no McDonald’s – R$20,00. Pode parecer coisa de gente controladora ao extremo, mas escrever os gastos é uma forma muito boa de prestar atenção em como gastamos o nosso dinheiro e com o quê. Já até falei disso quando comentei do caderninho de organização, lembram? Claro, isso não significa que vamos deixar de fazer as coisas que queremos ou de comprar aquele eletrônico que sempre sonhamos. Mas dá um certo controle maior e uma noção de para onde o dinheiro está indo. Para quem tem um budget mais apertadinho, ajuda bastante a manter na linha!

Outra coisa, se vocês não querem perder totalmente o controle e precisar dividir a fatura do cartão em 12 vezes para conseguir pangar quando voltarem de viagem, esqueça o cartão de crédito em casa. De verdade. tenham um na mala apenas para casos de emergência, mas não usem no dia a dia, escondam em algum lugar. O cartão de crédito dá a impressão de que temos muito mais dinheiro do que na realidade (afinal, o pagamento é feito só no mês seguinte) e, às vezes, na empolgação da compra, esquecemos que aqui no Brasil as taxas de compras internacionais em cartão são astronômicas.

Mais uma ideia bacana: antes de viajar, pensem aquilo que gostariam de comprar enquanto está fora. Para algumas coisas (como roupas) é praticamente impossível adivinhar valores, mas, se for o caso, estabeleçam um limite máximo que pode ser gasto com cada item da lista. U$400 em roupas, U$200 em maquiagem, U$700 em eletrônicos e assim por diante. Dessa forma, vocês não deixam de fazer compras, mas também não perdem as estribeiras, entendem?

E é sempre bom lembrar: imprevistos e mudanças de planos acontecem sempre. Tenham em mente que, apesar de tentarse controlar, é preciso um pouco de jogo de cintura. Maleabilidade é essencial para que a viagem também seja muito divertida! Vai que surge uma festa super bacana, um passeio incrível ou aquela bolsa que você desejava há anos mas nunca encontrou no Brasil… Não dá para perder a chance, não é?

Se, como eu cometei ali em cima, vocês têm um budget específico, certinho, para a viagem, a minha melhor sugestão é: leve uma parte em dinheiro vivo e a outra em um cartão de débito (desses recarregáveis, de viagem mesmo). Assim, têm duas formas de pagamento e podem, por exemplo, deixar o cash para compras menores (comida, museus, atrações turísticas etc), e o cartão para compras maiores.

Vocês já passaram por alguma dificuldade com dinheiro em viagens? Eu, confesso, que já tive meus dias de jogar tudo para o alto e gastar o que me desse na telha, mas normalmente consigo controlar bem os gastos.

 

Maki

  • Compartilhe:
25 de setembro de 2014

3 personagens fortes da literatura

Em: Cultura, Livros Tags: , , , , , ,

Assim como eu tenho lido muito sobre autoestima, eu também tenho pensado bastante sobre feminismo e sobre como essa é uma luta importa que todos (mulheres e homens, ok?) precisam levantar a bandeira. E mais do que isso, tenho pensando também sobre mulheres que mostram e mostraram força, que servem e serviram como inspiração para muitos de nós. Eu sempre fui muito ligada à literatura, então era de se esperar que muitas dessas ‘mulheres‘ que eu admiro vieram dos livros.

hermione-m

Separei algumas das que mais me marcaram, desde que eu comecei a me envolver muito com literatura, para dividir com vocês:

mulheres-da-literatura-1Fã de Harry Potter como sou, claro que a Hermione não poderia deixar de aparecer aqui, ? Foi a primeira personagem feminina que me marcou mesmo, porque sempre me identifiquei muito com ela. Ela era estudiosa, muito certinha, leal e corajosa… A Hermione é muito importante para a história, sem ela, as coisas não andariam da forma como aconteceu nos livros e, mais do que isso, ela mostra que nada no mundo pode superar a batalha contra o mal. Nem mesmo o homem que você ama. Quando o Rony foi embora, ela chorou, ficou triste, introspectiva, chateada… Mas continuou acompanhando o Harry em busca das Horcruxes.

mulheres-da-literatura-2Em uma época em que recusar casamento era praticamente sentença de morte, Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito, foi contra tudo o que era esperado de sua posição na sociedade (por ser mulher e também em relação à sua família) e recusou não um, mas dois pedidos de casamento. O primeiro, de um primo pelo qual ela não tinha carinho nenhum. O segundo, vindo do homem que ela achava odiar mais que tudo, também por conta da sua fortuna. Muito ligada aos seus valores pessoais, ela vai contra tudo e todos para ficar ao lado da irmã, que sofria por amor, e daquilo que ela acreditava.

mulheres-da-literatura-3Tudo bem, vai, a Katniss, de Jogos Vorazes, até chega a irritar um pouco com todo o triângulo amoroso com o Peeta e o Gale, mas não tem como negar que ela tem mais culhões do que muito homem por aí. Começando que ela se voluntariou para participar de um jogo assassino para poupar a irmã. Depois ela foi para o jogo DE NOVO e sobreviveu, sendo que o principal objetivo dos organizadores era matá-la. Para enfrentar tudo isso e ainda ser o símbolo da revolução é preciso muito estômago. Ainda mais porque ela aceitou o papel do tordo mesmo contra a sua vontade, simplesmente para salvar aqueles que ela ama.

Vocês tem alguma personagem literária que serve de inspiração? Alguma que considerem forte? Digam nos comentários :)

Maki

  • Compartilhe: